O poder da Fotografia Instantânea

Desde o inicio da adolescência me apaixonei pela fotografia, até hoje carrego comigo a importância das lembranças capturadas em imagens que em junho, de alguma forma, se renovou em meu coração. Alguma vez você já separou um tempo para olhar as fotos na época de seus pais? Para mim é incrível observar de como a fotografia evoluiu até os dias de hoje, comecei a perceber de como eu amo a qualidade das imagens naquela época!! Alguns anos atrás comprei a câmera instantânea Fujifilm Instax Mini 7s que usei pouco tempo até usar todos os filmes, depois tornou uma parte da decoração em minha estante, já se passaram quatro anos até comprar novamente os filmes, o que me motivou a usar novamente foi ver as câmeras paradas na estante (uma Mini 7, outra do meu pai e meu avô), comecei a pensar de quantas fotografias foram tiradas ao longo dos anos até não ser mais usada, seria um desperdício não usar a Mini 7s enquanto ela ainda funcionava e ainda pode criar novas lembranças.
Em um módulo da faculdade estudei sobre fotografia, que veio despertar novamente o que estava dormindo dentro de mim, fiquei pensando de como eu esqueci a importância da fotografia, que uma vez capturada, não há como voltar no tempo para fotografar novamente o que foi capturado, se a foto ficou ruim, vai ficar assim, a fotografia capturada no presente se torna uma recordação no futuro, quando você captura uma imagem você é única testemunha para provar que a coisa esteve lá;
  "Uma vez registrada no filme/sensor, os sais de prata/pixels são sensibilizados pela luz e a imagem se fixa, para se tornar o registro de uma lembrança que será dali para frente rememorada."
E foi assim que "reapaixonei" não só pela fotografia, mas sim pela fotografia que ninguém se lembra, a fotografia que tem uma qualidade diferente, de ter as fotos nas mãos, a fotografia instantânea.
Já sentiu a sensação de fotografar em uma câmera instantânea, ouvir aquele barulho da foto saindo na câmera e em poucos minutos a foto foi se revelando? Aaah, como eu amo!! Acredito que a fotografia instantânea tem o poder para te levar a sentir em uma outra época, ter as fotos na hora, eu amo os tons únicos de um filme instantâneo! Acredito que isso pode nos mover a sair de casa para ir á um lugar maravilhoso na cidade para tirar uma foto que nos permite criar novas lembranças e ser criativo, não importa o lugar, a fotografia vai deixar seu dia mais belo <3 
"Para mim, a fotografia é uma arte de observação, é sobre encontrar algo interessante em um lugar comum... Eu acho que isso tem pouco a ver com as coisas que você vê e tudo a ver com a maneira como você as vê" - Elliott Erwitt 

Tem muitos motivos para você se apaixonar e adquirir a sua {conheça a loja Instax}, uma delas é que essa maravilhosa câmera dá um charme na decoração enquanto você não está usando, com as fotos reveladas você pode colar na parede criando um espaço das lembranças, misturando junto com itens diversos para deixar com sua cara, assim como mostra na foto, tenho quadro de mapa multi, embaixo tem um varalzinho com as fotos, não fica maravilhoso? <3 Para se inspirar, dê uma mergulhada no pinterest que dá para encontrar muitas ideias legais! Desejo ainda pela frente viajar e criar novas lembranças com a câmera instantânea que um dia vai ser apenas uma memória... {Esse post é apenas um desabafo com monte de palavras que não deixaram minha mente/coração em paz, foi bom escrever e compartilhar com vocês}

Me acompanhe e vem papear comigo: Twitter | Facebook | Instagram pessoal | Meus trabalhos Instagram blog

Comecei a ler as obras de Agatha Christie

Finalmente venci o medo de ler as obras da Agatha Christie!! Parece meio bobo, o que me impedia de ler era de gostar de um livro e querer ler todos os livros publicados, até porque a própria autora escreveu mais de oitenta livros, acho fascinante sua história que você pode encontrar na internet e em 1961 a UNESCO reconheceu que Agatha Christie era a autora da obra mais lidas do século 20, e por fim, é conhecida como a Rainha do Crime. 
O que me levou a me interessar pelas obras, foi assistir o filme Assassino no Expresso Oriente no cinema de Gramado, eu e meu irmão gostamos demais (ainda tem gente que não gostou!), tantas vezes deixei de comprar o livro porque ainda me sentia insegura hahaha, mas a história continua quando fui conhecer um sebo na cidade ao lado que tinha algumas obras por dez pilas cada, o que me motivou a comprar o livro O Natal de Poirot foi ler uma resenha em um blog que deixou sua visita por aqui <3 
Em O Natal de Poirot iremos conhecer uma grande família que não tem um relacionamento com um outro, a história da Família Lee se passa na Inglaterra, que gira em torno da morte do pai, multimilionário, Simeon Lee, isso aconteceu porque era véspera de Natal e queria que seus filhos estivessem juntos pois fazia muito tempo que a família não se reunia. Simoen Lee tinha quatros filhos e eles são: David Lee, Harry Lee, George Lee, Alfred Lee e uma filha falecida Jennifer Estravados; cada um dos filhos vivem em sua própria vida com suas esposas, com suas próprias qualidades, defeitos, e dentro de si, cada um carrega uma marca, um trauma, uma vingança, e um passado. 
Agatha Christie construiu mais dois personagens que colocou em certos momentos: Pilar Estravados (neta de Simoen Lee, filha de Jennifer), e Sr. Farr, é filho do antigo sócio do Simeon Lee na África do Sul. 
Então, depois que todos se reuniram para comemorar o Natal, cada um tinha seu próprio motivo para querer ver o Simeon Lee morto, é ali que entra o detetive Hercule Poirot
A história é narrada em terceira pessoa, a escrita flui bem mesmo sendo um livro antigo, ele foi publicado originalmente em 1938, no Brasil pela editora Nova Fronteira foi publicado em 2003; eu fiquei muito aliviada pela escrita da história, porque não é uma leitura difícil, com a linguagem naquela época, como falei, o texto flui que você não vê as páginas voando, é uma história curta que Agatha Christie sabe construir muito bem os mistérios para nos prender e nunca mais largar o livro até o final, e a gente fica tentando descobrir quem é o assassino na cabeça, mas ao finalizar é surpreendente, nada é como a gente imagina. Valeu a pena? Mas é claro hehe.

Encerro por aqui com essa pequena resenha apenas para deixar registrado, pretendo continuar com as leituras que tem Hercule Poirot como protagonista e viver dentro dos mistérios que são um enigma policial brilhante! Vamos bater um papo? Conte-me se já leu algum livro de Agatha Christie e qual é seu favorito <3 Até mais!


Me acompanhe e vem papear comigo: Twitter | Facebook | Instagram pessoal | Meus trabalhos Instagram blog

Qual foi a última fez que você fez algo pela primeira vez?

Listening on Spotify: O Come to the Altar - Elevation Worship

Heeey pessoas, tudo bem? Faz semanas que meus dedos estão ansiosos para escrever palavras que estão em minha mente sobre: Qual foi a última fez que você fez algo pela primeira vez? Não faço menor ideia de onde ouvi essa frase que é uma grande verdade, uma frase me deu um empurrão para fazer algo novo, aprender e se inspirar. Você se lembra quando começou algo pela primeira vez e teve borboletas no estômago? Como é bom sentir isso!! Se eu quero falar sobre isso, eu precisava passar por esse inicio de algo novo. 
Aqui vai uma pequena historinha, pegue sua bebida preferida e sinta-se confortável onde está...

Em 2016, era o ano em que eu estava morando em Gramado, lembro-me da música aleatória que começou a tocar em minha playlist, de alguma forma, o refrão da música me fez querer escrever o refrão desenhando letras (veja aqui) e comecei a brincar de rabiscar na folha (aqui, aqui), e foram bem poucas vezes que fiz naquele ano, já em 2017 decidi experimentar o Lettering que é a arte de desenhar letras (veja aqui) e fui indo praticando, fazendo marcadores de página, desenhos com letras em quadros, depois que essa frase de experimentar algo novo passou pela minha cabeça, perguntei para mim mesma, porque não mergulhar no mundo das artes, não queria só desenhar letras, queria ir além para descobrir mais, e quando comecei com aquarela, descobri que tinha uma artista dentro de mim, está entendendo? Vou explicar...

Para você descobrir o que gosta é permitir-se conhecer, descobrir algo novo, é ali que você descobre o que estava escondido dentro de você, apenas tente fazer algo diferente que vai trazer experiência e aprendizado, por exemplo, em 2015 eu comecei a fazer Patchwork para conhecer e vi que isso não era o que eu gostava, valeu a pena a experiência de tentar. Para fazer algo simples também vale para começar andar de bicicleta todos os dias, acordar e ser grato, fazer a primeira tatuagem, ler aquele livro que está parado na estante, assar um bolo, começar uma horta orgânica, sorrir para as pessoas na rua, olha só, comece a fazer aquilo que você nunca gostou, são muitas coisas que você pode experimentar e deixar que a vida ensine algo para você. 
Vou deixar uma lista aqui o que comecei a fazer desde Janeiro (2018), espero que te motive <3

- Aprendi a tocar ukulele, porém o instrumento era de outra pessoa no RS :/
- Me apaixonei por plantas;
- Aquarela;
- Enviar cartão-postal para algum lugar do mundo (PostCrossing);
- Trocar livros no Sebo;
- Montar quebra-cabeça de mil peças;
- Macramê;

Tudo o que listei foram coisas que eu nem sonhava em fazer, que bom que a gente muda né? São pequenas coisas que faz uma grande diferença, o que você pretende começar hoje? Me conte nos comentários!! Até mais!

Me acompanhe e vem papear comigo: Twitter | Facebook | Instagram pessoal | Meus trabalhos Instagram blog

List of Movies {Abril e Maio 2018}

Listening on Spotify: Reckless Love - Cory Asbury
Heeey pessoas, tudo bem? Nessa madrugada veio algo dentro de mim que minha mente não parou de surgir palavras que só poderiam ser completas se eu escrevesse em algum lugar, letras sacudindo de dentro para sair voando conforme que fui escrevendo no twitter, que foi bem libertador hahaha! A verdade é que eu estava com saudades de escrever palavras, buscar inspirações, ideias, começar algo novo. Apenas abri essa página para falar alguma coisa como se alguém vai ler (espero que sim!!), não quero apenas encher de fotos bonitas, quero apenas escrever palavras, pois o que deixa o conteúdo bem feito são as palavras expressadas que foram tiradas dentro de você gritando "coragem", é a coragem gritando para não ter medo de colocar as palavras para fora, até aqui fui escrevendo sem saber o que estou dizendo. Deixa pra lá!

Agora mesmo o que me deixou uma boa vontade de escrever é registrar filmes/séries que assisti desde a última publicação aqui no blog, apenas me deu vontade de fazer isso, então vou fazer sem saber o que irei escrever pela frente.
Filmes, cinema, são palavras que fazem meus olhos brilharem quando ouço alguém dizer "vamos ver um filme?", "Vamos no cinema?" Passei a infância junto com meu irmão assistindo filmes, que até hoje é uma das lembranças mais bela que tem gosto de infância. Tínhamos video-cassete que assistíamos em VHS da Disney, lembro exatamente qual filme assistimos na cidade daqui perto antes de fechar o cinema, várias idas e voltas na vídeo-locadora até começar a nossa coleção que queremos rever sempre, ultimamente começamos até a nossa coleção dos clássicos da Disney hehe, o que mais faço hoje é passar horas na Netflix em procura de filmes perdidos que lembre a nossa infância. 

Clássicos da Disney:
- Pinóquio
-A Dama e o Vagabundo
- A Bela e a Fera
- Aladdin
- A Princesa e o Sapo

Netflix:
- A Barraca do Beijo
- Doze é Demais 2 {Um dos filmes da infância que nunca irei parar de assistir}
- Simples como o Amor
- Os pequenos Savagens
- Como estrelas na Terra
- Billy Madison: Um Herdeiro Bobalhão
- Sherk
- Neve pra cachorro

Filmes da Coleção/Cinema:
- Pedro Coelho
- Paddington 2
- A Onda dos Sonhos
- Uma Turma Divertida

Documentário e séries:
- Sustentável
- Safe
- Hyori's Bed & Breakfast 2
- Friends {Assistindo tudo de novo, estou na 6ª temporada}
- Grand Designs {Na Netflix tem somente a 4ª temporada}
- Big Dreams, Small Spaces
- Irmãos á Obra
- Love Your Garden
- Gilmore Girl {Parei por enquanto na 5ª temporada}
- Doctor Who (Estou na 9ª Temporada!!!!!)

A maioria das séries estão na Netflix, porém, nem todas delas tem todas as temporadas, somente poucas. Sou a pessoa que prefere assistir filmes antigos do que os novos, e descobrir diferentes de séries e documentários para abrir a mente que faz muito bem aprender um pouco hehe
Por enquanto é só isso, me conte nos comentários quais filmes que tem gosto de infância para você e qual é seu favorito no momento, vou amar assistir o que você me recomendar <3 Até mais!!

Me acompanhe e vem papear comigo: Twitter | Facebook | Instagram pessoal | Meus trabalhos Instagram blog